domingo, 9 de dezembro de 2012

Natal Negro - Moçambique

RÁDIO CLUBE DE MOÇAMBIQUE

NATAL NEGRO - de ARTUR FONSECA

É Natal
Na povoação
A pobre negra transpira

Ao transformar em pão
Os bagos da mapira
Enquanto vai dando o peito 
Ao seu menino mamão
Embalado ao mesmo geito
Que ela vai dando ao pilão.

Presépio negro, Natal
Tal qual os outros Natais
O Presépio é sempre igual
Porque os Homens são iguais.

E enquanto a Natureza 
Reza a Deus Omnipotente
Do céu resplende a luz
Em estrela reluzente
E o negro rei conduz
O negro continente
À beira de Jesus.

(CÔRO)
É Natal
Na povoação
A pobre negra transpira
Ao transformar em pão
Os bagos da mapira
Enquanto vai dando o peito 
Ao seu menino mamão
Embalado ao mesmo geito
Que ela vai dando ao pilão.

Presépio negro, Natal
Tal qual os outros Natais
O Presépio é sempre igual
Porque os Homens são iguais.

(ARTUR FONSECA)

4 comentários:

  1. ANÍBAL COELHO interpreta NATAL NEGRO em

    http://www.malhanga.com/anibal_coelho/2.html

    ResponderEliminar
  2. OUVE AQUI:
    http://deltacat16.com.sapo.pt/anibalcoelho.html

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde.

    Vou tentar "lançar" uma página de Facebook dedicada à vida de Aníbal Coelho.
    Vou precisar do contributo de todos os que o conheceram, enquanto pessoa, cantor, Amigo.
    Sou filha dele.
    Deixo aqui o meu contato:
    a.catarina.coelho@gmail.com

    Obrigada

    ACC

    ResponderEliminar
  4. Gostaria de saber se há este poema cantado Onde o posso adquirir Obrigada Santo Natal

    ResponderEliminar